Fertilização in vitro – Preço

A fertilização in vitro é um dos procedimentos mais procurados pelos casais atualmente. Esse processo que envolve a retirada dos óvulos do corpo da mulher, fertilizá-los dentro do laboratório de FIV, com o sêmen do seu marido e transferir os embriões resultantes para o seu útero 2 a seis dias mais tarde. A fertilização in vitro é indicada para os casos mais complexos e apresenta resultados satisfatórios, cerca de 35% das mulheres conseguem engravidar após o tratamento. Esse número, porém, varia por diversos fatores, entre os quais, a idade da mãe quanto mais velha, menores são as chances de se engravidar e maiores são os riscos durante a gravidez.

Fertilização in vitro - quanto custa

Como é feita?

A primeira etapa do processo é chamada estimulação ovariana, essa estimulação dura em média de 10 a 13 dias, durante o processo é estimulado os ovários a produzirem um número maior de óvulos para obter um maior número de embriões e, assim, aumentar as possibilidades de gravidez.Depois disso, são feitas ultrassonografias para verificar se atingiram o tamanho adequado – se sim, os óvulos são aspirados (com a paciente sedada para que não sinta dor) e colocados numa placa de cultivo junto aos espermatozoides do homem para promover a fecundação. Em alguns casos, um espermatozoide é introduzido diretamente dentro do óvulo, mas em ambos as situações o objetivo é que a fecundação ocorra. Por fim, os embriões resultantes da fecundação são observados em laboratório e classificados de acordo com o seu desenvolvimento para determinar se serão utilizados ou não. Quando viáveis, são colocados no útero materno com a ajuda de um cateter especialmente desenvolvido para isso. Os demais embriões saudáveis são conservados em vidro para possivelmente serem utilizados em novas tentativas.

Fertilização in vitro - quanto custa

O procedimento exige cuidados?

Durante o processo a paciente poderá exercer suas atividades normalmente, podendo trabalhar e manter relações com seu parceiro. O único cuidado recomendado é com os exercícios físicos, que deverá ser avaliado pelo seu médico.

Contraindicações

Assim como qualquer procedimento a fertilização in vitro também possui contraindicações que devem ser investigadas pelo médico antes do processo. A fertilização in vitro não é indicada para mulheres hipertensas e com problemas cardíacos graves, pois pode prejudicar o desenvolvimento do feto.

Riscos

Síndrome de hiperestimulação ovariana:

O uso de medicamentos injetáveis no tratamento de reprodução assistida, como a gonadotrofina coriônica humana (hCG) para induzir a ovulação, pode causar a síndrome da hiperestimulação ovariana. Sinais e sintomas podem durar uma semana e incluem: Dor abdominal leve; Inchaço; Náuseas; Vômitos; Diarreia.

Em casos de gravidez, no entanto, os sintomas podem durar várias semanas pois a gestação mantém os níveis de hCG elevados. Raramente, é possível desenvolver uma forma mais grave da síndrome de hiperestimulação ovariana, que pode causar ganho de peso rápido e falta de ar e necessidade de cuidados intensivos.

Gestações múltiplas:

A fertilização in vitro aumenta o risco de gestações múltiplas se mais de um embrião é transferido para o útero. Gestações múltiplas apresentam um risco maior de parto prematuro e baixo peso ao nascer quando comparadas com gestações únicas.

Fertilização in vitro – Quanto custa

Cada laboratório tem um preço e esse preço pode variar de acordo com cada região. A fertilização in vitro custa em média de R$ 10.000,00 a R$ 12.000,00.

Comentários